Carro antigo preto, visto de frente

Valeu 2014!

Todo mundo já disse ou ouviu alguém dizer: “Nossa! O ano passou voando!”. Nunca dei muito valor a essa frase, mas esse ano pude comprovar que é verdade. Se passou rápido, geralmente é porque você esteve ocupado com outras coisas e teoricamente não teve tempo de aproveitar o ano; felizmente acho eu, posso contrariar um pouco essa teoria: o ano realmente passou rápido porque estava ocupado com algumas coisas, mas coisas boas; posso dizer que foi um ano muito produtivo e que não deixei de aproveitá-lo.

Sempre fazemos promessas no começo de cada ano e esse não foi diferente. Tentei ao máximo colocar em prática tudo que havia prometido; claro que não consegui tudo, mas foi o suficiente para me deixar bem feliz.

Algumas das coisas que fizeram de 2014 um ano sensacional. \o/

Eventos, eventos e mais eventos

Interior de uma gaveta com vários crachás de eventos de desenvolvimento web e design

Depois de um dos meetups do FEMUG SP, estava em um bar conversando com o pessoal até que começamos a falar sobre eventos. Aí o grande Rinaldi soltou: “Pô Fabeni! Você tá em todos?”. Em partes foi verdade.

Minha meta esse ano era ir em todos os eventos (eventos, meetups, conferências, …) que pudesse, inclusive os que eram fora de São Paulo. Queria ter ido em todos que pretendia, mas não consegui.

Valeu a pena? Claro. Posso adiantar que não era uma meta barata, pois apesar de alguns eventos, como os meetups, serem gratuitos, a grande maioria é paga. E apesar de sempre rolar um cupom promocional aqui e acolá, esporadicamente a brincadeira não fica cara, mas quando a sua meta é abraçar a todos, a fatura do cartão de crédito começa a rir da sua cara. Se é fora da cidade que você mora, onde além da entrada você precisa ir atrás de hospedagem e transporte, a brincadeira fica mais séria.

Mas aí você me pergunta: Fabeni, vale a pena?. Fiz essa pergunta pra mim mesmo, quando levantei os gastos que tive pra ir assistir o Front in BH. E a minha resposta foi mais rápida do que imaginei: vale e muito.

Você tem a oportunidade de ver coisas recentes, fazer novas amizades, conversar de assuntos que só você da sua família entende e claro, dar muita risada. Se você ainda não teve essa coragem de viajar pra ir a um evento, recomendo e muito. Se você pensa muito até em ir em eventos da sua cidade, não pense!

Aqui algumas dicas de eventos pra você começar:

Criar coragem e subir no palco

Palestrar sempre foi uma palavra que me dava um certo receio. Na época de colégio e faculdade, sempre que precisou fui o cara que apresentava o trabalho, mas até aí estava diante dos meus amigos com quem dava risada, enchia o saco todo dia e no máximo tinha um ou outro professor desconhecido.

Agora palestrar em eventos para um monte de pessoas desconhecidas e que pagaram pra estar ali assistindo sua palestra, era algo que nunca havia imaginado.

Não vou mentir e dizer que essa era uma meta que fiz no começo desse ano. Mas foi uma meta que tive coragem de assumir próximo do meio do ano. Resumidamente: sempre achei o TDC um evento muito legal. Esse ano quando as inscrições abriram e ia me inscrever, acabei vendo o link em um tweet para submissão de palestras. Na época estava mexendo bastante com SASS e CSS3 e pensei, por que não?

Mandei! Passaram uns 10 dias e já meio que tinha desistido. Até que um dia a noite estava em casa e o pessoal da organização me ligou: tinham gostado do tema e queriam saber se eu podia palestrar. Claro que podia! Foi um susto! Mas um susto legal! Estava feliz pra caramba, no entanto conforme a ficha foi caindo e me dei conta que iria falar diante de um monte de gente num evento do tamanho do TDC, fui começando a ficar nervoso pra c…. (contei um pouco nesse post).

Depois daí, acabei conhecendo mais pessoas e começaram a aparecer alguuns convites como o DevInCompany em BH, e o WordCamp e o Front in Sampa aqui em São Paulo.

Pra você que também é tímido como eu e pensa na palavra palestrar como algo anos luz de distância, deixo aqui o que aconteceu comigo: saia dessa zona de conforto e arrisque. Submeta suas idéias! Às vezes o que você considera simples pode ser um tema que muita gente queira saber mais.

Fazer algo diferente

Galera que participou do Meetup de CSS realizado no Scup

É normal na vida de uma cidade grande como São Paulo que a gente acabe entrando numa rotina. Sair um pouco dela, viajar e fazer coisas diferentes são coisas que acredito que fazem um bem danado.

Por volta do meio desse ano, eu e o Felipe Fialho resolvemos tentar embarcar nisso e fazer algo que fosse diferente pra ambos: decidimos tentar organizar um meetup de CSS. Não sabíamos ao certo se iria vingar, e só o primeiro encontro que poderia dar uma posição a respeito, mas até então vem dando certo. o/

Não tínhamos ambição de ficar famoso nem de virar fulano ou beltrano, simplemente pegamos uma coisa que gostávamos e tentamos fazer algo diferente, que todos pudessem aproveitar. Tanto que é essa a idéia do projeto: “De todos para todos!”.

Resumindo…

2014 foi um ano de mudanças e acho que por isso foi do tão legal. É normal que uma coisa puxe a outra. Comecei a ir em mais eventos => conheci uma galera nova => surgiu a idéia do meetup => e por aí vai.

Poder ver que algo que você fez pôde ajudar outras pessoas é simplesmente sensacional. Digo isso, pois na maioria das vezes estou do lado que foi ajudado e, pelo menos uma vez estar do lado de quem ajuda é um negócio que nunca imaginei.

Acredito que mais do que ter vontade de fazer algo e ir atrás, é ter por perto pessoas que não te deixam desacreditar do que você busca. E nesse ponto posso com tranquilidade citar minha família. Minha namorada que é formada em moda, já até fuçou no CodeAcademy pra ter uma base do que faço todo dia e o que acho mais legal, ela foi em quase todos meetups e eventos que palestrei.

Termino 2014 mais empolgado do que nunca. Entrei pro time de desenvolvimento da Netshoes e junto a uma equipe f... Que venha 2015 :)

See all posts...